segunda, 06 de março de 2017 - 16:44h
Bombeiros do Amapá e Guiana discutem acesso ao Fundo Europeu
Comandos iniciaram projeto que visa a captação de recursos junto ao Fundo
Por: Lilian Guimarães
Foto: Lílian Guimarães
Trabalho das corporações tem ocorrido de forma integrada, visando a abertura da Ponte Binacional

A integração entre Brasil e França por meio do fortalecimento da cooperação transfronteiriça entre Amapá e Guiana Francesa tem avançado. Nesta segunda-feira, 6, os comandos do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá e da Guiana Francesa reuniram em Macapá, para discutir o trabalho integrado e definir as estratégias para captação de recurso junto ao Fundo Europeu.

O trabalho das duas corporações tem ocorrido de forma integrada, tendo em vista que a atuação ocorrerá da mesma forma, com após a inauguração e liberação do trânsito da Ponte Binacional, que interliga a cidade de Oiapoque, no Amapá, a São Jorge, na Guiana Francesa.

As corporações já realizaram algumas simulações e inúmeras reuniões para alinhamento das estratégias de atuação com a abertura da ponte. Agora, os comandos iniciaram a elaboração do projeto que visa a captação de recursos junto ao Fundo Europeu.

O Fundo é um dos principais instrumentos financeiros da política de coesão europeia. Uma especial atenção é reservada às regiões afetadas por limitações naturais ou demográficas, tais como as regiões insulares, transfronteiriças e de montanha.

O comandante do Corpo de Bombeiros do Amapá, Coronel Wagner Coelho, explicou que o fundo só pode ser acessado por um ente europeu, mas, os recursos podem ser aplicados na área de fronteira, por isso, a participação do Amapá na construção do projeto é fundamental.

“Esse recurso será investido em boa parte da estruturação da fronteira com equipamentos, viaturas entre outros materiais. Essa discussão conjunta é extremamente importante para pontuarmos as necessidades das corporações”, explicou o Comandante.

Para o comandante do Corpo de Bombeiros da Guiana Francesa, Coronel Félix Antenor Habazac, a união dos países em mais uma iniciativa só fortalece a cooperação. “Estamos em contato contínuo e esse projeto é fruto desse trabalho e aproximação. Nosso trabalho é para prestar um serviço de qualidade a população da França e o Brasil após a liberação da ponte”, finalizou.

As discussões prosseguem nesta terça-feira, 07, a partir das 14h, na Escola de Administração Pública (EAP).

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá