quarta, 09 de agosto de 2017 - 12:53h
Governador Waldez Góes assina projeto que beneficia técnicos administrativos da Ueap
Proposta que cria o Plano de Cargos de Salários dos servidores foi encaminhada ao Legislativo.
Por: Nathacha Dantas
Foto: Marcelo Loureiro/SECOM
O documento é fruto do diálogo edesenvolvido na Agenda do Servidor com a categoria.

O projeto de lei que institui o Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) dos técnicos administrativos da Universidade do Estado do Amapá (Ueap) foi assinado pelo governador Waldez Góes na manhã desta quarta-feira, 9, e encaminhado para aprovação da Assembleia Legislativa do Estado do Amapá (Alap). O documento é fruto do diálogo desenvolvido na Agenda do Servidor com a categoria.

O PCCS é um conjunto de normas que instituem oportunidades e estímulos ao desenvolvimento pessoal e profissional dos servidores da universidade. Além da regulamentação, ele confere amplos benefícios para a categoria, como progressão, promoção, adicional e gratificações. O projeto de lei foi desenvolvido com o objetivo de contribuir com a qualidade e melhoria dos serviços prestados pela entidade, como um instrumento de gestão de política de pessoal.

“Foi um caminho longo e árduo de três anos, mas a conquista é imensurável para o fortalecimento da carreira dos profissionais e comunidade acadêmica, e vai proporcionar bons frutos para sociedade. O plano de cargos e carreiras é reconhecimento e valorização do servidor”, comemorou Gean Freitas, presidente do Sindicato dos Técnicos Administrativos da Universidade do Estado do Amapá (Sintec).

O reitor da Ueap, Perseu Aparício, destacou que esse é um importante passo, pois o PCCS vai respaldar inúmeros servidores, tanto os pioneiros como os vindouros. “Parabenizo os técnicos por não desistir da luta e parabenizo a iniciativa do Governo do Estado que possibilitou darmos esse importante passo. Dialogar e avançar em momentos de crise é uma grande vitória”, afirmou.

O governador Waldez Góes afirmou que a Ueap possui uma importante missão no processo de desenvolvimento socioeconômico e cultural do Estado. “Foi um compromisso que eu assumi com os profissionais da Ueap, por ser a instituição que tem maior identidade com a proposta e vocações do Estado, ela deverá cumprir um papel importante em todas regiões, e obviamente ter o plano de carreira estabelecido aos servidores é fundamental”, frisou Góes.

O governador reiterou que ainda há muitos investimentos a serem feitos, a exemplo da construção do campus tecnológico e outras pautas que serão dialogadas com a categoria.

Atualmente o quadro de técnicos é composto por 130 servidores, sendo 74 pertencentes ao nível médio (assistentes administrativos, de laboratório, informática, motoristas e outros) e 56 ao nível superior (psicólogos, assistentes jurídicos, analistas de tecnologia da informação e infraestrutura e outros).

GALERIA DE FOTOS
GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá