sábado, 10 de dezembro de 2016 - 13:22h
Projetos de desenvolvimento econômico entre Amapá e Guiana serão ampliados em 2017
Grupos de trabalho serão criados para articulação público e privada e fomento de projetos
Por: Minália Trugillo
Foto: Marcelo Loureiro
Presidente da coletividade, Rodolphe Alexandre, também convidou o governador Waldez para participar da reunião em Bruxelas
O fortalecimento das relações comerciais e projetos de desenvolvimento econômico entre o Amapá e a Guiana Francesa, foram debatidos na última quinta-feira, dia 8 de dezembro, no Complexo da Coletividade Territorial da Guiana Francesa (CTG), em Caiena.

O governador do Amapá Waldez Góes, visitou o complexo a convite do presidente da coletividade, Rodolphe Alexandre. O encontro foi uma extensão a X Reunião da Comissão Mista de Cooperação Transfronteiriça (CMT) França-Brasil, realizadas nos dias 6 e 7 de dezembro. 

Na reunião, foi deliberada a criação de um grupo de trabalho, que do lado brasileiro será coordenado pela Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá, para articulação público e privada de projetos entre os países, criando condições para o desenvolvimento das regiões da Guiana e do Amapá. A proposta é que os temas sejam tabalhados de forma mais intensa, paralelamente a todos os projetos encaminhados na CMT. 

No final de fevereiro de 2017, o Amapá sediará uma reunião com o Comitê de Seleção de Projetos da Guiana, financiados pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional para a Cooperação Territorial Europeia (FEDER-CTE), estabelecendo novos acordos bilaterais, da inserção regional, em especial pela geração de empregos e renda.

O presidente da coletividade, Rodolphe Alexandre, também convidou o governador do Amapá, para participar em março, de reunião em Bruxelas, na Bélgica, que reúne regiões periféricas da Europa, para o debate sobre temas como orçamento para essas regiões e  imigração. 

Segundo Rodolphe Alexandre, o Amapá e a Guiana, reafirmam um compromisso compartilhado em criar as condições para o desenvolvimento do comércio e das atratividades regional. 

“Retorno ao Amapá feliz com o entusiasmo da Coletividade Territorial e das ações que ocorrerão paralelamente a CMT e certo de que vamos transformar 2017 em um ano de compensações por tudo que ainda não foi feito, nos acordos bilateras entre os dois países”, afirmou o governador do Amapá, Waldez Goés.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá