quarta, 12 de abril de 2017 - 18:24h
Socioeducandos do Cesein são beneficiados com livros doados pelo Super Fácil
São cerca de 400 exemplares de livros, de diversas áreas do conhecimento, doados por servidores e usuários do Super Fácil.
Por: Eloisy Santos
Foto: Maksuel Martins
Livros arrecadados pelo Super Fácil foram entregues à direção da escola Elcy Lacerda, que funciona no Cesein

Na quarta-feira, 12, a Unidade Beirol da Rede Super Fácil no Amapá realizou a doação de 400 exemplares de livros em benefício de 60 socioeducandos que frequentam a Escola Estadual Professora Elcy Lacerda, situada dentro do Centro Socioeducativo de Internação Masculina (Cesein).

Os livros foram arrecadados durante seis meses, doados por servidores e usuários do Super Fácil Beirol. Segundo a coordenadora da unidade, Sudelma Araújo, o conteúdo dos livros corresponde à língua portuguesa, línguas estrangeiras, história, biologia, geografia e demais áreas de conhecimento. 

“No início do projeto, estipulamos que a doação seria feita para o Iapen [Instituro de Administração Penitenciária do Amapá] ou para o Cesein. Algumas pessoas doaram coleções, como a Barsa. A maior lição que tiramos de tudo isso, é que o conhecimento chega onde nós desejamos que chegue, e estas bibliografias servirão de grande auxílio para estes adolescentes”, pontuou a coordenadora.

As aulas na instituição acontecem de segunda a sexta, com 11 turmas que atendem pela manhã e a tarde, com atuação de 46 professores. De acordo com o diretor da escola Elcy Lacerda, Gilliard Braga, o auxílio prestado pelo Super Fácil contribuirá significativamente para o progresso dos internos.

“A escola, dentro do Cesein, é carente na questão de material didático. Esta doação servirá para a ampliação de conhecimento dos alunos, visto que os livros trabalham a questão cognitiva dos signos, por exemplo, e a gramática. Por mais que haja constantes avanços tecnológicos, os livros são insubstituíveis”, frisou.

A gerente do Cesein, Marlene Azevedo, ressalta que parcerias como esta contribuem muito para a ressocialização dos adolescentes. Antes, a escola atendia 115 adolescentes internados e havia um déficit de frequência na escola muito grande. Hoje, a realidade é diferente. “A gestão do Governo do Estado, por meio da Fcria [Fundação da Criança e do Adolescente] tem sido incansável para garantir a recuperação destes alunos e a educação é o caminho mais efetivo. O conhecimento é alimento para a alma e a parceria do Super Fácil vem para reafirmar isso”, ressaltou.

Além das aulas regulares, os socioeducandos frequentam projetos de reciclagem, esporte, aulas de violão e de informática. Está sendo organizado ainda, para o dia 28 de abril, o lançamento de dois novos projetos, que abrangem diferentes instrumentos musicais e cultivo de horta orgânica.

GALERIA DE FOTOS
GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá