quinta, 11 de maio de 2017 - 21:20h
Presidente da Infraero garante ao Governo do Amapá que aeroporto será entregue em 2018
Durante a visita ao Amapá, Antônio Claret recebeu pautas sobre a ampliação de voos e a implantação da linha azul, que interligará as Zonas Norte e Sul de Macapá
Por: Lilian Guimarães
Foto: Marcelo Loureiro
Visita às obras foi a primeira agenda do presidente da Infraero, com o governador Waldez Góes e o deputado federal Vinicius Gurgel

É prioridade do Governo do Amapá garantir a conclusão das obras do novo Aeroporto Internacional Alberto Alcolumbre. Essa articulação constante trouxe um excelente retorno na tarde desta quinta-feira, 11, com a visita do presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Antônio Claret de Oliveira, em Macapá.

A visita às obras do aeroporto foi a primeira agenda do presidente da Infraero, com o governador Waldez Góes e o deputado federal Vinicius Gurgel, que atuou diretamente na visita de Claret ao Amapá. “É uma determinação do presidente Michel Temer e do ministro dos Transportes, Maurício Quintela, que a gente entregue essa obra em 2018”, garantiu o presidente da Infraero.

O desdobramento da agenda ocorreu no Palácio do Setentrião, sede do governo amapaense, com as tratativas sobre a urbanização das vias que passarão no entorno das áreas da Infraero; com a construção da linha azul, que vai interligar as Zonas Norte e Zona Sul da capital, com acesso pelo aeroporto. Além de melhorar a mobilidade urbana da cidade, vai garantir maior segurança à área da Infraero, que sofre com constantes invasões.

A ampliação de novas linhas aéreas para Macapá e voos internacionais para Caiena, na Guiana Francesa, também foram tratados junto ao presidente Claret. O governo trabalha integrado com a bancada federal, representada pelo deputado Vinicius Gurgel, na articulação para atrair novos voos.

“Hoje temos sete voos diários, o ideal que tivéssemos pelo menos dez, para atender nossa demanda. Esse contato do presidente da Infraero com as empresas aéreas será fundamental para darmos este retorno positivo para população”, destacou Gurgel.  

O governador Waldez Góes ressaltou que o Estado está disposto a oferecer atrativos baseados na redução dos impostos. Hoje, o ICMS gira em torno de 12% para gasolina e querosene na aviação, e 4% sobre o transporte de cargas. 

“A entrega aeroporto é fundamental para infraestrutura, desenvolvimento econômico e social do Amapá, e a vinda do presidente da Infraero é uma demonstração clara do interesse de concluir esta obra. Por isso, temos trabalhado arduamente nessas tratativas. Precisamos, além da entrega, garantir aos mais de 800 mil habitantes que tenham mais opções de voos, e claro, preços mais atrativos”, disse Waldez Góes.

Comitiva

Na comitiva também estavam a deputada estadual Luciana Gurgel; a superintendente do aeroporto, Keyla Paula de Moraese; o superintende Regional da Infraero, Paulo Roberto; e técnicos do governo.

Novo aeroporto

Já foram executados 45% da obra total do aeroporto. O complexo contará com 27 mil metros quadrados, quatro vezes maior do que o atual terminal de passageiros, com um sistema viário de acesso, novo pátio e terminal, além de algumas edificações complementares. Também serão construídos no local três pontes de embarques, através de conectores, 11 elevadores, dois níveis de escada rolante e mais de 700 vagas para estacionamento de veículos. A capacidade será de 4,5 milhões de passageiros anualmente.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá