quarta, 17 de maio de 2017 - 11:50h
Agentes municipais participam capacitação em Vigilância Epidemiológica
Oficina busca orientar a forma correta de notificação e preenchimento de formulários para atestar situação real de doenças no interior do Estado.
Por: Elmano Pantoja
Foto: Marcio Pinheiro
Representantes de Cutias, Laranjal do Jari, Vitória do Jari, Oiapoque, Serra do Navio, Ferreira Gomes e Porto Grande participaram da oficina

Para manter a atualização permanente de técnicos que atuam na vigilância epidemiológica, a Coordenadoria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde (CVS/Sesa) realiza uma oficina de reciclagem com o objetivo de capacitar profissionais da área quanto as novas diretrizes do Ministério da Saúde (MS) e aperfeiçoamento do preenchimento de informações nos sistemas.

A oficina é necessária para aprimorar a análise e notificação epidemiológica de doenças como: tétano acidental e neonatal, hepatite, rotavírus, aspectos gerais das doenças diarréicas agudas e febre tifoide.

Segundo a bióloga Cristina Rodrigues, da Coordenação de Doenças Hídricas e Alimentares da CVS, o preenchimento correto das informações proporciona um conhecimento real da situação das doenças no interior do Estado.

"Precisamos fortalecer a forma de preenchimento das informações nos sistemas e melhorar a qualidade das fichas de notificação. Tendo dados mais reais das doenças, em números e causas, podemos auxiliar na melhor forma de combatê-las", explicou.

Para a oficina, compareceram apenas representantes das vigilâncias municipais de Cutias do Araguari, Laranjal do Jari, Vitória do Jari, Oiapoque, Serra do Navio, Ferreira Gomes e Porto Grande. "Para nós que atuamos na ponta, fazendo o preenchimento de fichas, a capacitação é muito boa pois temos muitas dúvidas. Isso reflete na forma errada da notificação que é inserida no sistema, que pode gerar ineficácia no trabalho de prevenção", ressaltou a técnica do município de Vitória do Jari, Zilvaneide Lima.  

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá