segunda, 20 de março de 2017 - 16:14h
Com quase 70 anos de trabalho, artesão recebe carteira profissional
Programação em homenagem ao Dia do Artesão atraiu um bom público e gerou lucros aos empreendedores
Por: João Clésio
Foto: Kelvin Melo
Estrutura da Feira de Artesanato e palco de shows atraiu um bom público à festa em homenagem ao Dia do Artesão

Aos 81 anos de idade, mais da metade dedicados ao artesanato, José Ribamar Costa foi o primeiro artesão a receber a Carteira Nacional do Artesão, entregue no domingo, 19, durante as comemorações do Dia Estadual do Artesão. A programação foi organizada pela Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete), na Avenida Mário Cruz, ao lado da Praça Veiga Cabral, Centro.

Seu Ribamar foi um dos 30 artesãos individuais que participou da Feira do Artesanato. “É uma grata satisfação ter uma identidade profissional como artesão. Já estou nessa atividade desde os meus 13 anos. Torço muito para que nossos artesãos possam ter cada vez mais espaços como este para poder expor e vender seus produtos”, comemorou. Ele trabalha com a produção de miniaturas em madeira de barcos, carros, porta-chaves, canetas, entre outros.

A Feira do Artesanato foi uma das atrações do Dia do Artesão. Foram montadas tendas para os artesãos individuais e grupos econômicos solidários. Quem visitou os espaços gostou das peças e aproveitou para comprar. A estudante, Keith dos Santos comprou ursos em pelúcia no espaço da Economia Solidária. “Estava passeando aqui pelo Centro e vi a movimentação e decidi prestigiar. A qualidade do material produzido é bem legal”, disse.

A festa em homenagem aos artesãos também contou com shows artísticos de cantores regionais como: Letícia Auoli e Tanaka Show e Edinelson Saudade. As apresentações ocorreram no palco montado na Avenida Mário Cruz. Um dos momentos mais esperados foi o corte do bolo, os parabéns e o sorteio de brindes aos artesãos.

“A estrutura ficou excelente e deu para acomodar os artesãos e grupos solidários. E o mais importante, a população compareceu em grande número e comprou artesanato, doces e outros alimentos. Os empreendedores populares aproveitaram para faturar. Agradeço aos servidores da Sete, ao Governo do Estado”, avaliou Karla Marcela Fernandes Chesca, coordenadora estadual do Artesanato.

A boa notícia é que os grupos econômicos solidários terão um espaço dentro da Casa do Artesão para expor seus produtos. A notícia agradou a categoria. Para a secretária de Trabalho e Empreendedorismo, Luciana Araújo, os artesãos têm muitos motivos para comemorar. “Vamos retomar as feiras itinerantes nos bairros. É preciso dar oportunidade para quem produz e não tem um espaço para mostrar seu trabalho. Mas tem muito mais coisa boa este ano”, finalizou a gestora.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá