segunda, 24 de abril de 2017 - 12:10h
Waldez Góes empossa novos gestores na Cultura, Previdência e Ordenamento Territorial
O governador ressaltou que a mudança atende critérios político e técnico.
Por: Elder de Abreu
Foto: Marcelo Loureiro
O chefe do Executivo classificou as trocas como um “processo natural de governo” e previu o desempenho de cada um dos novos gestores.

Os setores da Cultura, Previdência e Ordenamento Territorial do Estado estão sob nova gestão. A mudança ocorreu na manhã desta segunda-feira, 24, quando o governador Waldez Góes nomeou os novos gestores durante cerimônia no Palácio do Setentrião.

Na Secretaria de Estado da Cultura (Secult) assumiu Dilson Borges, que é ex-prefeito da cidade de Mazagão. Ele entrou no lugar de Carlos Mathias. Na vaga de Luis Henrique Costa, assumiu o engenheiro florestal Bertholdo Dewes como novo diretor-presidente do Instituto de Meio Ambiente e Ordenamento Territorial do Amapá (Imap). Já a Amapá Previdência (Amprev) terá à frente, Sebastião Magalhães, que entrou no lugar de Arnaldo Santos Filho.

Na solenidade, o governador ressaltou que a mudança agrega os quesitos político e técnico. Ele classificou as trocas como um “processo natural de governo” e previu o desempenho de cada um dos novos gestores.

“O governo sempre precisa de novas experiências. Os empossados de hoje são altamente preparados. O Sebastião tem um conhecimento muito grande de administração pública e conhece a Amprev, pois é conselheiro do órgão. O Bertholdo é atuante na área fundiária. Ele assume com prioridades que eu estabeleci de regularização de terras nas cidades e na área rural. Uma das missões é regularizar lotes de bairros antigos de Macapá. E o Dilson Borges já vem da administração pública, é excelente captador de recursos, tem muita experiência nesta área, pois já foi prefeito de um dos maiores municípios do Amapá [Mazagão]”, analisou.

O novo secretário de Estado da Cultura pretende usar a experiência adquirida à frente da prefeitura de Mazagão para conduzir a secretaria. Ele também afirmou que os atores do setor terão oportunidade de participar das tomadas de decisão.

“Administrei o município que é o berço da cultura do Amapá, que é a cidade de Mazagão. Conduzi vários eventos, entre eles a Festa de São Tiago, a maior manifestação cultural do nosso Estado. É essa experiência de gestão que vamos colocar à disposição da Cultura de todo o Amapá. Não existe cultura sem os artistas. Por isso, vamos dialogar com cada segmento, juntamente com o Conselho [de Cultura], para chegarmos ao consenso necessário”, discursou Borges.

O novo diretor-presidente do Imap afirmou que vai primar pela transparência à frente do órgão, com rigor e celeridade nos processos de licenciamento, com prioridade para obras públicas. “Para isto, nós colocaremos em atuação um grupo de trabalho. Pois, essas obras, são necessárias para o desenvolvimento das comunidades, tanto na área rural, quanto na urbana”, fundamentou Dewes.

Já o novo diretor-presidente da Amprev pretende ofertar mais treinamentos e capacitações específicas. “É necessário que os servidores estejam capacitados para desenvolvermos um trabalho técnico e eficiente”, afirmou.

GALERIA DE FOTOS
GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá